Ticker

6/recent/ticker-posts

TSE pode fechar clubes de tiro e proibir mesários de usar camisa da seleção brasileira

 


Em reunião com a comissão de transparência eleitoral na última segunda-feira (26), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, discutiu com seus pares sobre o fechamento dos clubes de tiro durante as eleições e a proibição de mesários usarem a camiseta da seleção brasileira enquanto estiveram de plantão nas seções eleitorais.

De acordo com o colegiado, como a camiseta da seleção foi apropriada pelos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), acabou tornando-se um “símbolo partidário” e seu uso tem sido feito com frequência e intensidade há anos em manifestações favoráveis ao presidente. De acordo com a lei eleitoral, como funcionários da Justiça Eleitoral, mesários não podem usar peças de roupas, adesivos ou acessórios que remetam a quaisquer candidaturas.

Já em relação aos clubes de tiros, a maior preocupação é que eleitores que portam registros de CAC (caçador, atirador e colecionador) utilizem o trânsito a clubes de tiro como desculpa para apresentarem-se armados nos locais de votação. Recentemente, um professor em Suzano (SP) deixou cair sua arma dentro da escola e, perguntado por quê teria a arma, disse acreditar estar permitido a ele o porte, uma vez que iria ao clube de tiro ao longo do dia.

De acordo com dados do Exércitos, conseguidos pelo Metrópoles via Lei de Acesso à Informação, houve um aumento significativo nos registros de clubes de tiro durante o governo Bolsonaro. Em 2018 o Brasil tinha 163 clubes de tiro registrados. Em três anos o número quase triplicou e chegou a 348. Já no último ano, a cifra saltou para 2095 clubes de tiro em funcionamento.

Na última semana o Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (Concpc) se reuniu com Moraes e mostrou preocupação com o número crescente de armas legalizadas circulando pela sociedade brasileira. Dessa forma, alguns integrantes do Concpc propuseram o fechamento dos clubes de tiros no domingo de eleição (2 de outubro).

As duas sugestões serão analisas por Alexandre de Moraes. No caso do fechamento dos clubes de tiro, se a medida for tomada, os estabelecimentos não poderão funcionar a partir da próxima sexta-feira (30) e só poderão retomar as atividades após a próxima terça-feira (4).

Postar um comentário

0 Comentários