Receita de royalties dos municípios volta a cair

Além disso, a oferta do produto no mercado é maior do que a demanda. Com isso, os municípios vão sofrer perda na receita dos royalties de no mínimo 10% (Foto: Divulgação)

Os preços do petróleo voltaram a cair no mercado internacional, em consequência da crise econômica mundial, principalmente em países mais industrializados, como a China, e a previsão é que esta seja uma tendência para os próximos meses, inclusive 2015. Além disso, a oferta do produto no mercado é maior do que a demanda. Com isso, os municípios vão sofrer perda na receita dos royalties de no mínimo 10%. 

- A perda só não é maior, devido à alta do dólar - observou o secretário Executivo da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro) e secretário municipal de Petróleo, Energias Alternativas e Inovação Tecnológica. Segundo órgãos internacionais, o preço do petróleo Brent caiu abaixo de US$ 88 por barril, na última segunda-feira (3), no menor patamar em quase quatro anos. 

Em Campos, por exemplo, os royalties do petróleo são investidos em obras de infraestrutura, como o programa Bairro Legal, construção, reforma e ampliação de creches e escolas; uniformes escolares e transporte de estudantes, merenda e outros. Os recursos dos royalties também são utilizados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Secom

Nenhum comentário