Políticos investigados por Corrupção visitam o Prefeito de Cardoso Moreira durante o mês de Julho


Em menos de um mês, o prefeito Gilson Siqueira recebeu a visita de Três deputados , sendo dois federais e um estadual, as visitas tem por intuito, a busca de apoio para as eleições que ocorrem ano que vem. O Prefeito recebeu somente no mês de Julho, as  visitas de Marco Antônio Cabral (PMDB), Júlio Lopes (PP) e na semana passada foi a vez do Ex-presidente da ALERJ Paulo Melo (PMDB). O que mais é de se estranhar é que todos eles estão sendo investigado em esquema de corrupção pela policia Federal e pela Lava-jato.

O prefeito Gilson Siqueira recebeu em seu gabinete na semana passada o deputado estadual Paulo Melo (PMDB). Paulo melo é acusado pela Lava-jato de ter recebido pelo menos 250 mil da Odebrecht por meio de um doleiro na Campanha para reeleição em 2014, segundo o delator Leandro Azevedo em depoimento na policia Federal o deputado recebia dinheiro de caixa 2 frequentemente da empreiteira  durante as eleições

No inicio do mês de julho o Filho de Sergio Cabral, Marco Antônio Cabral esteve no Gabinete do Prefeito, e segundo a sua assessoria de imprensa , a visita foi para Oferecer Emendas Parlamentares. Marco Antônio e acusado pela policia Federal de receber propina em oferecer concessão de benefícios Ficais para uma fabrica da Vigor do Grupo Friboi em Barra do Pirai e além de ser filho de Sergio Cabral considerado como o homem mais corrupto do estado do Rio de Janeiro e responsável diretamente pela crise que o estado esta passando.


Já na Exposição Agropecuária, deste ano, no dia da inauguração  o prefeito estava ao lado do Deputado Federal Júlio Lopes (PP). Júlio Lopes que além de esta na Lista de investigação do procurador geral da republica  Rodrigo Janot , no caso da propina para a obra do Metro do Rio de Janeiro juntamente com o seu “Padrinho” Sergio Cabral, o nobre Deputado  também é investigado pôr Sergio Moro na Lava-jato por ter recebido 15,6 Milhões de reais da Odebrecht.

Não Pega nada bem para o prefeito ser visto ao lado dessas pessoas que tem seus nomes envolvidos  em caso de corrupção. Em tempo de lava-jato e moralização da politica, o prefeito deveria se expor menos e procurar apoiar candidatos fixa limpa e que não tem seus nomes envolvido em caso de corrupção.

Com Informações de G1 e Revista Època






Nenhum comentário