Tremor de 2,6 de magnitude é registrado em Italva,São João do Paraíso e Cambuci

 Um forte estrondo acompanhado de um tremor de terra assustou moradores de dois municípios do Noroeste Fluminense. O episódio abre espaço para diversas suposições sobre o que teria ocorrido na madrugada da última quarta-feira (15), quando o misterioso fenômeno teria ocorrido.

    Entre os relatos está o de que um meteorito teria caído em um sítio na zona rural de Cruzeiro, distrito de Cambuci. O impacto do tal meteorito teria sido sentido em um raio de 10 quilômetros, abrangendo o distrito de São João do Paraíso e a cidade vizinha de São José de Ubá.

    De acordo com os moradores de São João do Paraíso e São José de Ubá, o barulho lembrava um trovão, mas era bem mais intenso. Além do barulho, eles relataram um tremor de terra. Tanto o barulho, quanto o tremor foram sentidos de forma simultânea. Ainda segundo os moradores das localidades, as janelas de vidro tremeram e alguns relataram terem notado objetos balançarem.

   Às 2h05, o Observatório Sismológico de Brasília (OBSIS) registrou um tremor de terra de 2,6 de magnitude na escala Regional Brasileira (mR). O epicentro não seria Cruzeiro, mas estaria apenas cinco quilômetros ao norte do distrito de São João do Paraíso. Outro fato intrigante é que o tremor teria vindo a 0 metro de profundidade, ou seja, ocorreu em plena superfície. O Observatório também não registrou qualquer outro tremor secundário.
Vale lembrar que a região não está situada próximo a qualquer falha geológica. Tremores de terra no Brasil são raros, mas pequenos sismos são registrados com frequência em algumas áreas do país, como o Norte de Minas. Não é o caso do Noroeste Fluminense, que não havia registrado qualquer tremor de terra no últimos dois anos.

Nenhum comentário