Cardoso Moreira realiza audiências para discutir Educação

Os Ministérios Público Federal e Estadual realizou uma audiência pública em Cardoso Moreira na última quarta-feira (25), no Plenário da Câmara De Vereadores para discutir medidas que possam melhorar a qualidade da educação no Município. A reunião foi realizada com a presença do Ministério Publico Federal e estadual profissionais da educação e comunidade em geral,

Com mais de 2 mil e quinhentos alunos no ensino municipal, Cardoso moreira, foi a primeira cidade que receber o projeto. Na última avaliação do IDEB o município alcançou a nota 4, muito abaixo da meta que era de 5.3, desde os últimos 6 anos que a cidade não consegue atingir a meta estabelecida pelo IDEB

Para o Procurador da República Stanley Valeriano da Silva “nos conversamos com a população para entender o que levou o município a índices baixos no IDEB, nos queremos entender essas “falhas” e convocar a administração municipal para atuar e levar uma melhoria nas escolas e no ensino e assim obtemos uma melhora pois nos entendemos que educação é fundamental”.

A situação de Cardoso Moreira vem de décadas, houve um avanço muito grande só que não é uma questão rápida de ser resolvida, educação é um desenvolvimento de longo prazo nas próximas avaliações e este ano tem avaliação, e tenho certeza que Cardoso moreira vai melhorar. Disse Ana Clara Chagas de Lima, diretora da Região Norte


A parti de abril uma comissão de representantes formada pelo ministério publico e comunidade escolar, vai visitar cada unidade de ensino para conversar com pais de aluno e servidores, o objetivo e encontrar soluções dentro das escolas.

O Ideb é o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, criado em 2007, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), formulado para medir a qualidade do aprendizado nacional e estabelecer metas para a melhoria do ensino.

O Ideb funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos, com o qual a sociedade pode se mobilizar em busca de melhorias. Para tanto, o Ideb é calculado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizado anualmente.

As médias de desempenho utilizadas são as da Prova Brasil, para escolas e municípios, e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), para os estados e o País, realizados a cada dois anos. As metas estabelecidas pelo Ideb são diferenciadas para cada escola e rede de ensino, com o objetivo único de alcançar 6 pontos até 2022, média correspondente ao sistema educacional dos países desenvolvidos.  

Nenhum comentário