Pezão confirma reflorestamento em Cardoso Moreira e mais quatro cidades do Noroeste Fluminense

http://imgs.empredi.com.br/imagensed/131894203289946235/img_sessoes/132095245613871acacia_mangium.jpg
Nesta segunda-feira (8), o RJ Inter TV 1ª Edição recebeu o governador reeleito Luiz Fernando Pezão, para uma entrevista sobre os desafios no novo mandato.  Nos últimos meses um dos assuntos mais comentados foi a crise hídrica nas regiões Norte e Noroeste Fluminense. Itaperuna, Cardoso Moreira, Italva, Laje do Muriaé e Santo Antônio de Pádua serão contempladas com programa de reflorestamento, segundo o Governador.

Sobre as possíveis maneiras de se evitar a falta de água, que em média acontece uma vez ao ano no Norte e Noroeste, Pezão pretende, junto ao Governo Federal, reflorestar todas as nascentes, principalmente ao longo do Rio Paraíba do Sul, que é muito degradado.

“Eu propus medidas e pedi recursos para a presidência e nós estamos preparando um grande projeto de reflorestamento para as nossas nascentes. Há um projeto de segurança, com grande investimento, que vai controlar as cheias. Nós estamos desenvolvendo isso, já pedi aos técnicos da nossa área ambiental e me preocupo muito, porque o Rio Paraíba do Sul, representa grande parte do abastecimento da cidade do Rio e da região metropolitana”, explicou Pezão.

Sobre a saúde, o Governador explicou que pretende ampliar as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do interior, mas que quer colocar para funcionar bem as 14 UPAs que já existem.

“Sei que a saúde passa por uma dificuldade muito grande. Falta dinheiro e muito recurso. Quero ajudar o que já tem, ver como eu posso racionalizar e contar com parcerias. É primordial que os municípios tornem-se consorciados, para que recebam os recursos. Muitos deles ficam sobrecarregados a exemplo do Hospital São José do Avaí, em Itaperuna. Na primeira semana de janeiro, me reúno com a presidente e Ministro da Saúde, para ver como podemos melhorar o atendimento dos hospitais federais, interligados com a nossa rede”, disse o Governador.

Questionado sobre a política das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP's), o governador admitiu que a migração de criminosos.

“Realmente houve a migração. Estamos combatendo isso com parcerias. Pelo nosso planejamento, vamos expandir as UPP's também para o interior, mas a localização e os prazos serão definidos pelo secretário de Segurança", afirmou, citando o secretário José Mariano Beltrame, que após quase oito anos no comando da pasta, será mantido no próximo mandato de Pezão.

Nenhum comentário