Morre Leozinho “do bombom”, vítima de câncer


 

Morreu, na manhã desta quarta-feira (21), o menino Leonardo Olegário. ‘Leozinho do bombom’, como era conhecido, estava em tratamento contra um câncer. Em 2019, aos 15 anos, ele recebeu o diagnóstico de que estava com Linfoma de Hodgkin – um tipo de câncer maligno que ataca as células de defesa do corpo. O adolescente era muito querido e conhecido por vender bombons pelas ruas do bairro da Pelinca, em Campos. Na ocasião, uma vaquinha virtual foi feita para ajudar no tratamento dele.


Muito abalada, a mãe do Leozinho comentou a perda. “Obrigada a todos vocês que ajudaram meu filho. Deus sabe de todas as coisas. Ele sempre foi um menino trabalhador, guerreiro, lutou até o final e venceu. Ele é um vencedor. Eu amo muito o meu filho”, desabafou Charlene Olegário.


No último domingo (18), Charlene falou sobre o estado do filho em um áudio nas redes sociais. “Leonardo não está falando, não está comendo sozinho, não está entendendo o que a gente fala com ele. Então está muito difícil. Vamos para o Rio para ele ser internado mais uma vez”.


Campanha e comoção – O caso de Leozinho comoveu toda a cidade de Campos. De família humilde, antes de descobrir a doença, ele vendia doces nas ruas, em bares e restaurantes nas proximidades da Avenida Pelinca, para ajudar na renda familiar. Sempre educado e simpático, Leozinho fazia várias amizades. Em 2019, após a doença ter sido descoberta, um grupo de campistas organizou uma vaquinha pela internet que arrecadou quase R$ 60 mil para custear o tratamento de Leozinho.


Sepultamento – O corpo de Leozinho ainda está no HemoRio, hospital no Rio de Janeiro para onde ele havia sido levado e estava internado. O velório e sepultamento vão acontecer em Campos, mas, por enquanto, não há informações sobre hora e local.


Fonte: Terceira Via

Nenhum comentário