Sessão da Câmara de vereadores de Italva acaba em confusão

https://1.bp.blogspot.com/-Qfpq8ypAQCk/W8aR1TSujcI/AAAAAAAAKHY/jFe0vBiU5IsozvoAiuBwGeBU23OkVXLdACLcBGAs/s1600/DSC_0009.JPG
A cada dia que passa o prazo para a votação das contas da prefeita Margareth do Joelson estava ficando cada vez mais curto. A Câmara teria até 90 dias após a decisão do TCE para julgar as contas, o que não aconteceu. Na sessão desta quinta-feira (14), uma grande confusão, incluindo troca de tapas e ofensas, aconteceu após os vereadores notarem que haviam perdido o prazo para julgarem as contas do ano de 2017.

Na tentativa de várias manobras, a prefeita Margareth conseguiu fazer com que a Câmara adiasse ao máximo a votação, e agora cabe ao presidente do legislativo municipal, o vereador Alcirley Lima, definir os próximos passos. Aliás, Alcirley deve ter grande interesse para que a votação aconteça de maneira urgente, já que caso não aconteça o julgamento, ele pode ser denunciado por improbidade administrativa, visto a lentidão que o processo vem tendo na Câmara de Italva.

No parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), a prefeita Margareth do Joelson teve as contas rejeitadas por 11 impropriedades, entre elas, o gasto de R$ 2,5 milhões sem explicação e sendo obrigada a realizar a devolução de R$ 28 mil aos cofres públicos.

Nenhum comentário