Vários Presidiários fogem do presídio Carlos Tinoco, na manhã desta segunda-feira, em Campos


Detentos fugiram do presídio Carlos Tinoco da Fonseca , em Campos, na madrugada desta segunda-feira (8). O número de fugitivos ainda não foi confirmado. A notícia foi dada no início da manhã. Sabe-se inicialmente que os presidiários serraram grades e telas e escaparam pela parte de trás do prédio que fica na Estrada do Santa Rosa, bairro Codin, em Guarus. Eles teriam usado uma corda feita de lençóis amarrados popularmente chamada de teresa para pular do segundo pavimento para o lado de fora do edifício.

De acordo com a assessoria do 8º Batalhão da Polícia Militar de Campos, assim que souberam da fuga de presos, às 5h10 da madrugada, viaturas da PM iniciaram um cerco na imediações do presídio Carlos Tinoco da Fonseca para tentar recapturar os fugitivos. Em princípio, segundo o 8ºBPM, seis detentos teriam escapado do prédio, mas resta à Seap confirmar este número.

Na Cadeia Pública Dalton Crespo, a capacidade é de abrigar 500 presos, mas o prédio costuma contar com pelo menos 250 pessoas a mais. Já o Presídio Carlos Tinoco da Fonseca tem  limite para 872 presos, mas pode comportar quase o dobro, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária que dependem de atualização em abril deste ano. Segundo o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), em dados divulgados em junho de 2018, o Estado do Rio de Janeiro possuía o cadastro de 56.372 presos no Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP 2.0), sistema criado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para monitorar, em tempo real, as ordens de prisão emitidas pelo judiciário e o seu cumprimento em todo o território nacional.

De acordo com dados do Estado do Rio, do total de detentos 54,1 mil são homens e 2,2 mil, mulheres. Mais de 52% são presos provisórios, 24% são condenados e 23% estão em execução provisória. Pelo BNMP, havia na época cerca de 45,5 mil mandados de prisão pendentes de cumprimento no Rio de Janeiro.

Fonte Campos em Foco

Nenhum comentário