IFF oferecerá Ensino Fundamental a trabalhadores rurais de Cardoso Moreira e mais 6 cidades

http://portal1.iff.edu.br/nossos-campi/bom-jesus-do-itabapoana/noticias/iff-oferecera-ensino-fundamental-a-trabalhadores-rurais-no-norte-e-noroeste-fluminense/convenio-incra-e-iff/@@images/02569c55-f2c6-439f-a3ff-61289b7259ca.jpeg
O Instituto Federal Fluminense Campus Bom Jesus será o responsável por levar os cinco primeiros anos do Ensino Fundamental a cerca de 300 trabalhadores rurais de sete assentamentos dos municípios de Cardoso Moreira, São Francisco do Itabapoana e Itaperuna, no interior do estado do Rio de Janeiro. Por meio do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), aproximadamente R$ 1,2 milhão será investido em profissionais e infraestrutura para atender às comunidades.

Serão dois anos de trabalho, com previsão de formatura em junho de 2021. Durante o primeiro semestre de 2019 os professores, monitores e coordenadores locais receberão capacitação e o início das aulas está previsto para o segundo semestre deste ano. Segundo o diretor-geral do Campus Bom Jesus, professor Carlos Freitas, o projeto representa um grande salto para o desenvolvimento regional. “Ofereceremos a estes jovens e adultos uma nova oportunidade de inserção na sociedade. Pessoas capazes de ler e escrever, com certeza, melhoram em muito sua qualidade de vida em todos os aspectos: social, político, intelectual e cultural. Além disso, serão profissionalmente qualificados, em técnicas vocacionadas à sua realidade. Faremos um itinerário formativo que verdadeiramente atendam às suas necessidades”, explica.

Língua portuguesa, educação física, artes, matemática, ciências, história, geografia, além de práticas agrícolas e agroecológicas serão as disciplinas ministradas aos futuros estudantes. As aulas seguirão o modelo da pedagogia da alternância, em que os alunos passam um período tendo aulas na instituição de ensino e um tempo na comunidade onde vivem. Segundo Carlos, essa é uma oportunidade de ver a verdadeira inserção do tripé ensino, pesquisa e extensão, premissa dos Institutos Federais.

Tenho certeza que essas pessoas não ficarão apenas nesse nível de conhecimento. Quero também apostar que verticalizarão para o Ensino Médio e, porque não, o Superior. Se, deste público, dez por cento chegar ao nível superior, isso significa que em aproximadamente seis anos teremos 30 pessoas ingressando na universidade”, prevê, antecipando que a oferta do segundo ciclo (do sexto ao nono anos do Ensino Fundamental) também já está em planejamento com o Incra.

O projeto conta ainda com a parceria das prefeituras dos municípios onde estão localizados os assentamentos, da Universidade Federal Fluminense, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA). A Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz (EPSJV/Fiocruz), também atuará em comunidades das regiões da Baixada Fluminense, Sul e Norte do estado. 

Nas regiões noroeste e norte fluminense serão atendidos os assentamentos Chico Mendes, Francisco Julião e Paz na Terra, no município de Cardoso Moreira; Tipity e Zumbi dos Palmares, em São Francisco do Itabapoana; Floresta de Belém e Nova Esperança do Aré, em Itaperuna. 

Fonte: ASCOM
Share on Google Plus

About Anderson Lobo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário