Cardoso Moreira - Prefeito não muda a Lei e impede de posto de combustivel de funcionar

Uma grande polêmica esta acontecendo em Cardoso Moreira, de um lado o Prefeito do município e do outro um empresario de um posto de combustível que irar atender o município com GNV Gas Natural Veicular.

Um posto de combustível foi construído as margens da BR-356 a uma distancia de 250 metros de outro posto de combustível, só que existe uma lei no município que limita o funcionamento de um posto a no mínimo 500 metros de distancia de outro posto de combustível! Com isso a prefeitura se nega a fornecer o alvará de funcionamento ao posto que vai fornecer Gas GVN.

Para tentar resolver o problema a câmara municipal, através de todos os vereadores solicitaram ao prefeito que fosse feito um lei para alterar a lei em vigor mudando o limite de distancia entre dois postos de combustíveis de 500 metros para 250 metros. Mais infelizmente os esforços tem sido em vão, e o prefeito se nega em fazer o projeto para alterar a lei.

Com esse atitude do executivo, o posto de Gas deixa de funcionar e impede o desenvolvimento do município e a geração de empregos para a cidade.

Para a Vereadora de Oposição Geane Vincler, “O Prefeito e o vice-prefeito parece que não querem o desenvolvimento da nossa cidade, a cidade precisa crescer e ser desenvolver! A abertura deste posto vai gerar no mínimo 10 empregos diretos, sem contar os indiretos, o dinheiro vai circular e nossa cidade, será o único posto de GNV em toda região próxima”.

Para o Empresario Mazinho: temos um baixo assinado com mais de 1000 assinaturas o que vale a mais de 10% de todos moradores de Cardoso Moreira pedindo a abertura do posto. Só quem não quer a abertura deste posto é o Prefeito e o vice-prefeito porque? Porque este posto vai fazer concorrência com o posto do vice-prefeito que esta ao lado do meu posto”.

Na próxima semana os vereadores prometem se reunir novamente com o Prefeito e tentar fazê-lo mudar de ideia e e então criar um projeto de lei que altere a distancia entre dois postos de combustíveis.

Nenhum comentário