Reunião pode alavancar o Turismo em Cardoso Moreira

Um Filão econômico, mas muito pouco explorado pelos municípios do interior do Estado, apesar do potencial, o turismo está em foco. O município de Cardoso Moreira, por exemplo, participou com a presença da Secretaria de Cultura, Turismo, esporte e Lazer Fabiana Menezes Jacinto, na audiência pública, nessa segunda-feira (24), na Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes, com o tema “Legislativo Estadual em prol do Fortalecimento do Turismo”, da comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Estado Rio (Alerj).

Segundo Fabiana, A vinda da Comissão de Turismo da ALERJ ao interior do Estado foi importantíssima, pois eles puderam conhecer mais de perto as características do turismo do interior e de cada cidade, podendo, assim, dar mais suporte aos municípios do interior. Sabemos que o turismo é um captador de recursos, a intenção é de trabalhar um turismo regional descentralizando da capital, cada um com sua característica própria da região.
O turismo gera emprego e renda, e movimenta toda cadeia econômica, pois com esse fluxo de pessoas, é notório o  "efeito multiplicador".  As vezes pensamos que turismo gera renda só para o comércio, mas quando passamos a conhecer e perceber o efeito multiplicador vemos que não é assim. O turismo, se bem trabalhado, pode mudar a vida da população local. Quando se diz respeito a turismo, a economia gira em conjunto, podendo atingir vários setores e tipos de comércios. E isso acaba sendo bom para todo mundo, inclusive o poder público. comentou a secretaria de Cultura, turismo, Esportes e Lazer de Cardoso Moreira.


O secretário estadual de Turismo, Nilo Sérgio, lembrou da expansão do turismo religioso. Assim como, o prefeito Rafael Diniz lembrou ações em curso. “Uma das nossas ações é a elaboração da documentação para incluir Campos e outras cidades do norte e noroeste no roteiro estadual. Queria solicitar que o Governo Estadual também tenha olhos para o turismo fluminense”, disse Rafael, destacando a parceria com prefeitos da região.



Nenhum comentário