Campos e Cesso empatam em Cardoso Moreira e definição de rebaixado fica para rodada final

image
 A definição do segundo rebaixado do Campeonato Carioca (o Tigres é o primeiro degolado) ficou para a última rodada do Grupo X. Isso porque Campos e Bonsucesso empataram por 1 a 1, em confronto válido pela quinta rodada da chave da morte, realizado na tarde deste sábado (4), no Estádio Antônio Ferreira de Medeiros, em Cardoso Moreira.

Jussa abriu a contagem para o Bonsucesso, mas o Roxinho buscou a igualdade na etapa complementar, com Anderson Manga. Com isso, o Rubro-Anil continua em segundo lugar, com sete pontos, enquanto o Campos, com seis, segue na zona de rebaixamento. Na jornada derradeira, o Cesso pega o rebaixado Tigres, enquanto que o time do Norte Fluminense enfrenta a Cabofriense, que já se livrou do descenso. Os jogos acontecem no próximo sábado (11), ambos às 15h30.

Mandantes dominam posse de bola, mas Cesso é quem marca

O primeiro tempo começou em ritmo lento. Até os 20 minutos, nada de boas oportunidades claras. Na volta da parada técnica, as chances foram aparecendo. O Campos tinha mais posse de bola, mas foi o Rubro-Anil quem levou perigo através de seu camisa 10, Geovani, que acertou cobrança de falta no travessão de Marcos.

O panorama seguiu o mesmo. O Roxinho trabalhava a bola, mas não conseguia finalizar. As tentativas de longe não tinham direção. Os visitantes, por sua vez, seguiram perigosos. Vitor ensaiou o gol aos 39, após cobrança de falta, mas foi Jussa, um minuto depois, quem abriu a contagem. Ele invadiu a área com liberdade pela direita e chutou firme, superando Marcos: 1 a 0.
Expulsões aos montes e empate salvador

O Campos veio para a etapa complementar buscando o empate de todas as formas, já que a derrota decretava seu rebaixamento. Em chute rasteiro, Willian Bersan exigiu boa defesa de Léo Flores. No lance seguinte, Jussa perdeu o controle em dividida, desferindo tapas e socos em Jadinho. O árbitro Luis Antonio Silva Santos não pensou duas vezes e o expulsou diretamente. No banco, Ramon, que havia saído no primeiro tempo lesionado, também recebeu o vermelho.

O caminho ficou aberto para o Campos, que melhorou após as entradas de Henrique e Miguel. O gol de empate saiu com 22 minutos. Em cobrança de falta, Anderson Manga encheu o pé, a bola desviou na trajetória e matou a reação de Léo Flores: 1 a 1. Na sequência, mais reclamação pelo lado do Bonsucesso e nova expulsão. Dessa vez foi o treinador Duílio a sair de campo.

Os minutos finais foram de total pressão dos mandantes, que pecavam nas finalizações. Bersan viu seu chute ser travado pela zaga. Já Nélio parou em boa defesa de Léo Flores. O Bonsucesso se limitava a fazer cera, obtendo sucesso e segurando o empate por 1 a 1, que o mantém com vantagem para a última rodada do Grupo X.

Após o apito final, nova confusão com os atletas do Bonsucesso e a quarta expulsão foi aplicada. Dessa vez foi Giovane, que também havia sido substituído, a receber o vermelho. Ele completa o quarteto de suspensos para a última rodada, que ainda conta com Jussa, Ramon e o técnico Duílio.

A partida
Campos 1x1 Bonsucesso - Campeonato, Grupo X, 5ª Rodada - 04/03/2017 - 15h30

Estádio Antônio Ferreira de Medeiros (Cardoso Moreira - RJ)
Árbitro: Luis Antonio Silva Santos
Assistentes: Eduardo de Souza Couto e Wendel de Paiva Gouvêa

Campos: Marcos; Vinicinho, Cleiton, Leandro (Henrique, 16'/2ºT) e Jadinho; Sanderson (Emerson Bacas, 36'/2ºT), Jhonathan, Nélio, Washington (Miguel, 10'/2ºT) e Willian Bersan; Anderson Manga. Técnico: Rafael Soriano.

Bonsucesso: Léo Flores; Wander, Américo, Vitor e Ramon (Paulo Fernando, 29'/1ºT); Jussa, Junior, Magno e Geovani (Manfredini, 16'/2ºT); Michael (Julinho, 28'/2ºT) e João Carlos. Técnico: Duílio.

Cartões amarelos: Cleiton e Marcos (CAA); Magno e Junior (BON)

Cartão vermelho: Jussa, 7'/2ºT (BON)

Gols: Jussa, 40'/2ºT (0-1); Anderson Manga, 22'/2ºT (1-1)

Público: 211 presentes
Renda: R$ 2.610,00

Autor: Gabriel Farias / Fotos: Gabriel Farias (FutRio)

Nenhum comentário