Cardoso Moreira receberá Ônibus da Justiça Itinerante


Resolver as pendências judiciais será mais fácil de ser conseguido para os moradores de Cardoso Moreira, Já a partir deste mês de Janeiro, o Projeto Justiça itinerante estará atendendo no município, a data para o inicio do projeto sera marcado para o próximo dia 27 na praça Ibrahim Assed no centro da cidade.

O Projeto foi firmado pela coordenadora do projeto, nas Regiões Norte e Noroeste, Aldenisia Maciel Arêas e o Prefeito Gilson Siqueira em Reunião  na tarde desta quinta-feira na sede da prefeitura.


Os atendimentos serão realizados todas as sextas-feiras das 08 às 17 horas, O programa Justiça Itinerante do Tribunal de Justiça do Rio que atendera O município de Cardoso Moreira contará com um ônibus que, simulando um cartório, para atenderem à população. Conectados à rede de informática do Tribunal, um juiz, promotor, defensor e serventuários recebem jurisdicionados que procuram a Justiça a fim de dar entrada em ações de divórcio, separação, alimentos, reconhecimento de paternidade, guarda, além de causas de defesa do consumidor e regularização do registro de nascimento, de casamento ou de óbito.

O objetivo do programa é levar o Poder Judiciário até o cidadão, expandindo a prestação jurisdicional em municípios em que ainda não foi constituída ou instalada a comarca, ou em comunidades distantes do fórum da comarca-sede ou, ainda, em comarcas de grande densidade demográfica”.

Vale ainda salientar outros aspectos da JUSTIÇA ITINERANTE:

- Buscar soluções conciliadas como fórmula de pacificação social eficiente;
- Promover a regulamentação documental dos cidadãos.
- Integrar os juízes às comunidades, promovendo uma mudança de relacionamento entre a sociedade civil e o Poder Judiciário.
- Modernizar a prestação jurisdicional, afastando os rituais formais ultrapassados e com ênfase na celeridade do processamento.
- Expandir as ações afirmativas e de responsabilidade social que vêm sendo implementadas pelo Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, entre outras.

Nenhum comentário