Porciúncula e Italva estão entre as principais cidades com registros de Chikungunya

Os casos registrados de suspeita de Chikungunya, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, no estado do Rio de Janeiro, chegou a 469, mostrou o RJTV deste sábado (9). Entre eles, 123 foram confirmados. Somente na cidade do Rio, são 80 casos confirmados.

Oito municípios estão com o surto da doença: São João de Meriti, Nova Iguaçu, Nilópolis, Mesquita e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, Porciúncula e Italva, no norte do estado, além da cidade do Rio de Janeiro.
Esse vírus pode causar dores crônicas nas articulações e em alguns casos esse sintoma dura até dois anos. A Secretaria Estadual de Saúde diz que agora vai fazer um treinamento com os médicos das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

“Uma parcela menor dessas pessoas podem não responder o tratamento. Esse mês a gente vai realizar treinamento na rede para uso de medicamentos para casos crônicos para tentar minimizar o problema e orientar sobre os medicamentos que podem para a gripe e os sintomas”, disse o subsecretário Alezandre Chieppe.

Nenhum comentário