LIRAa aponta Cardoso Moreira e mais Três cidades do Norte e Noroeste em alerta contra a dengue

O Ministério da Saúde divulgou o resultado do último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) nesta quinta-feira (12). Entre o Norte e Noroeste Fluminense, a cidade de Campos dos Goytacazes é a que tem o maior índice, com 2,9 e com 66 casos de dengue confirmados. Italva, no Noroeste, é a segunda cidade com maior índice, de 2,8 e com dois casos. A cidade que obteve o melhor resultado é São Francisco de Itabapoana, com índice de 0,1 e nenhum caso registrado.

Segundo o Ministério da Saúde, as cidades e/ou bairros que registram focos da dengue em até 1 a cada grupo de 100 imóveis estão na categoria "satisfatório". Entre 1 e 3,9, na categoria "alerta". Já acima de 4 se encaixa na categoria "risco de surto".

Além de Campos e Italva, as cidades de Cardoso Moreira e Quissamã se encaixam na categoria “alerta” com índice de 1,5 e 1,1 respectivamente. Com índice abaixo de 1 estão Bom Jesus do Itabapoana (0,7), Cambuci (0,4), Itaperuna (0,1), Miracema (0,3), Porciúncula (0,6), São Fidélis (0,6) e São João da Barra (0,6).

Depois de Campos, com 66, a cidade que registrou mais casos na região foi Miracema, que apesar do baixo índice, tem 51 registros. Em seguida vem Itaperuna, com nove casos.

Nenhum comentário