Jovens são vítimas de racismo após postagem em rede social

http://www.radiomuriae.com.br/fotos/0b8f0facfd28aa9c42ced84e0caaae74.1.jpg
 

Nos últimos dias um caso de racismo, envolvendo dois jovens de Muriaé, ganhou destaque nas redes sociais e também em alguns veículos de comunicação da região e do estado.

O casal foi vítima de ações preconceituosas após postarem uma foto no Facebook. O fato de ela ser negra e ele branco gerou imediatamente uma sequência de comentários racistas e maldosos.

Os comentários feitos pelo usuário “Capivara Vuadora” diziam "Onde comprou essa escrava?", "Me vende ela", "Café com leite". Nesse perfil, não é possível identificar quem seja o verdadeiro autor dos comentários. Outras pessoas também fizeram postagens, como: "Parece até que estão na senzala", "Tipo assim.. eu acho que você roubou o branco pra tirar foto", "Um branco e uma negona", "Se 'meche' vira Nescau".

A foto dos jovens foi publicada no perfil do facebook “Pretindo Poder”. Na postagem o usuário relatou o caso de racismo sofrido pelo casal e, nesta terça-feira (26), a publicação já possuía mais de 146 mil curtidas e quase 19 mil compartilhamentos com comentários de apoio ao casal e de repúdio às atitudes racistas que eles sofreram.

De acordo com matéria feita pelo jornal “O Tempo”, as ofensas aos jovens começaram uma semana depois dela publicar a foto na rede social. E, para evitar mais constrangimento, ela desativou sua conta na rede social.

Punição
Pela lei, tanto a prática de racismo (ofensa contra grupos), quanto a de injúria racial (contra um indivíduo) são consideradas crime. As penas podem variar de um a cinco anos de reclusão.
Fonte : Rádio Muriaé / O Tempo
 

Nenhum comentário