Caminhoneiros que presta serviços para uma empresa de Cardoso fecham BR 356 em Sapucaia

http://www.fmanha.com.br/arquivos/2014/07/2eacf05b73fd9814ca0bdabe6697edb0_390x293.jpg
Cerca de 160 caminhoneiros de Campos e região que fazem transporte para o Porto do Açu realizaram uma manifestação na tarde de ontem, no km 135 da BR 356 (trecho Campos-Itaperuna), na altura da localidade Boa Vista de Sapucaia, em Campos. Eles reclamam do excesso de carga, que tem gerado problemas com a fiscalização, e solicitam o aumento do valor pago por tonelada. Os manifestantes atearam fogo em galhos de árvores, fechando a rodovia nos dois sentidos por cerca de duas horas e meia, o que gerou congestionamento de aproximadamente três quilômetros. Essa foi a 78ª manifestação, este ano, em Campos, segundo dados da Folha.

Segundo os manifestantes, todos são contratados pela empresa Tracomal, que presta serviços à Prumo, e para terem lucro teriam que andar com excesso de carga, o que não é permitido. Por esse motivo, alguns receberam multas com valores altos, sendo uma delas de cerca de R$ 15 mil.

Ainda segundo os caminhoneiros, o valor recebido por tonelada é de R$ 18,26, e eles propõem R$ 24,90 para carreta e R$ 29,05 para truck. “Não queremos mais isso. Para pagarmos uma multa desse valor, temos que trabalhar três meses. Sabemos que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) está cumprindo seu papel. Além da multa, perdemos pontos na carteira e colocamos vidas em risco. Danifica as estradas e prejudica o meio ambiente. Não queremos andar contra a lei. O lucro era em cima do peso. Como o peso deve ser regular, queremos o aumento do frete, senão vamos pagar para trabalhar”, desabafou um deles, que preferiu não se identificar.

Eles ressaltaram também que já teriam tentado uma negociação com a empresa, sem êxito. A Folha da Manhã tentou contato por telefone com as empresas citadas, mas as ligações não foram atendidas.e Folha da Manhã
Font

Nenhum comentário