Americano deverá mandar seus jogos em Cardoso Moreira

Estádio Antônio Ferreira de Medeiros (Foto: Diego Barbosa)
O prazo estipulado pela Federação do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) para que os clubes que disputarão a Série B do Campeonato Carioca apontem em que estádio mandarão seus jogos terminou nesta última sexta-feira. Mas o desejo do Americano em jogar no Estádio Aryzão, não. Mesmo tendo indicado à Ferj que suas partidas acontecerão em Cardoso Moreira, o clube ainda tem a possibilidade de atuar no campo do Goytacaz. Basta - além de convencer o rival de alugar o estádio, claro - indicar a mudança oito dias úteis antes de cada partida.
Nesse caso, o adversário do jogo também teria que concordar. Se houver impasse, é da federação a última palavra. Diante desse cenário, o presidente do Alvinegro de Campos, César Gama, continua dando investidas para concretizar o aluguel. Na fim da tarde de sexta, ele ligou para Robson Barreto, mandatário do Goyta. O teor da conversa foi o mesmo das últimas semanas, mas com um tom de urgência, visto que a competição já começa no próximo dia 8.
 
saiba mais
 Barreto reluta. Contra a ideia desde os primeiros boatos, o presidente voltou a dar uma resposta negativa a Gama, embora ainda não tenha colocado um ponto final nas conversas. Ele conta que está sofrendo muita pressão por parte da torcida, que também se opõe à chance de ver o maior rival usar a sua casa. Por fim, criticou o cartola do Americano.
- Nós conversamos na sexta-feira. Eu voltei a dizer a ele que não tem como atender a esse pedido. Estou sofrendo uma pressão muito grande da torcida. Lidar com a torcida do Goytacaz é muito diferente, ele (César Gama) não entende. Não era para esse assunto ser tratado dessa forma. Ele não poderia jogar isso na mídia. A princípio, não vamos alugar - declarou Robson Barreto.
A equipe de reportagem do GloboEsporte.com procurou César Gama para comentar o assunto durante todo o final de semana, mas os telefonemas não foram atendidos
Com Informações do Globo Esporte

Nenhum comentário